O LIVRO DO DEUTERONÔMIO

Deixe um comentário

3 de setembro de 2020 por Ir. Mercedes Lopes - MJC

Neste ano de 2020, a CNBB escolheu o Livro de Deuteronômio para o estudo mês da Bíblia. O lema escolhidoe foi: Abre tua mão ao pobre (Dt 15,8). Para compreender toda a importância desse lema, precisamos acompanhar a história do povo da Bíblia e contexto em que surgiu o livro do Deuteronômio. Então, vamos descobrir que muito antes de ser um livro da Bíblia o Deuteronômio foi um movimento Deuteronomista, iluminado pelos profestas. Começou no Reino do Norte, chamado Israel. Lá, a monarquia incentivou o antigo culto a Baal, para justificar o empobrecimento do povo, porque os reis de Israel pagavam altos tributos ao império assírio com o trabalho dos pobres. O movimento deuteronomista resistia a esse desgoverno, fazendo memória da Aliança do povo com Javé, o Deus Libertador do Êxodo. Quem animou esse movimento no Reino da Norte foram os profetas Elias, Eliseu, Amós e Oseias. Eles faziam memoria dos Dez Mandamentos (Ex 20,1-21) e denunciavam a infidelidade dos reis de Israel pelas alianças com a Assíria e o Egito, para obter riquezas e poder. No meio do povo, ficavam as memórias dos costumes e tradições populares do tempo do tribalismo. Nesse contexto, o povo foi se enfraquecendo e a Assíria destruiu o Reino do Norte, em 722 a.C. Alguns sobreviventes fugiram para o Reino do Sul, chamado Judá, trazendo a profecia inspirada na releitura da Lei de Deus e na história do povo. No Reino do Sul, o rei Ezequias acolheu os fugitivos e iniciou uma reforma tentanto evitar o desastre que aconteceu no Reino do Norte, Israel. O objetivo principal dessa reforma era impedir o aumento da pobreza e a dispersão do povo de Deus. A mistica dessa reforma continuava a ser profética. Miqueias, Isaías, Jeremias se fundamentavam na Lei de Deus e no seu amor pelo povo para animar a caminhada. Mas, a reforma deuteronomista foi interrompida pelo rei Manassés. O rei Josias retomou a reforma, mas foi assassinado. Outro grande império destruiu a Assiria e ameaçava Israel. O profeta Jeremias tentou avisar o povo sobre o perigo da Babilônia. Não escutaram Jeremias, o prenderam e maltrataram. Veio o exército da Babilônia e destruiu Jerusalém, levando para o exílio os nobres e artesãos. No exílio da Babilônia, durante 50 anos, os exilados se perguntavam: Qual foi o nosso erro? E a resposta que encontravam era somente religiosa: foi a idolatria. De volta à Judá, os chefes e sacerdotes aceitaram a colonização persa e pagavam altos tributos à Pérsia, empobrecendo o povo. A culpa não era só da idolatria, pois havia em Judá judeu que explorava e escravizava seu irmão judeu. Esqueceram que a tributação enviada para o rei da Pérsia e as relações internas em Judá eram a causa principal do empobrecimento do povo (Ne 5,1-5). Foi nessa época, de Neemias e Esdras, que o Livro do Deuteronômio foi editado. Um livro muito longo, com trinca e quatro capítulos. Os editores finais deram ao livro a forma de três discursos de Moisés, para resgatar a Aliança do povo com Javé, o Deus dos pobres.

            No mês da Bíblia desse ano, o foco do aprofundamento está no capítulo 15, onde se encontra a frase: “Abre tua mão ao pobre” (Dt 15,8). Este chamado para a partilha solidária com os pobres em tempo de tanto desemprego é muito importante. Mas, a história do livro, desde seu início até sua edição final tem, como pano de fundo, injustiças e concentração de riquezas. Elas causaram o empobrecimento do povo e sustentaram impérios como a Assíria, a Babilônia e a Pérsia. Sim, todos somos irmãos e irmãs e “entre nós não pode haver pobres” (Dt 15,7-14). Mas, seria interessante perguntar, também: Por que há tantos pobres em nosso meio? Quais as causas do empobrecimento do povo, hoje em dia?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Posts por data

setembro 2020
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Estatísticas do Site

  • 13.630 Visitas
%d blogueiros gostam disto: